Imagem capa - Como lidar com a Privação de Sono na Maternidade por Claudia Milani Fotografia
Gravidez e maternidade

Como lidar com a Privação de Sono na Maternidade

Uma das frases que a gente mais escuta durante a gravidez é: “aproveite para dormir agora, pois depois que o bebê nascer você nunca mais irá dormir!”


Ao ouvir isso enquanto esperava meu primeiro filho (na segunda gravidez eu estava mais preparada e tudo foi mais fácil) eu sempre pensava que era um exagero, que era óbvio que meu bebê seria bonzinho e iria dormir a noite inteira, afinal eu sou uma pessoa tranquila, portanto meu bebê deverá ser muito dorminhoco.


Na verdade, depois que o bebê nasceu, eu entendi (rsrs). Já aviso às mamães que, de fato, vocês nunca mais irão dormir como dormiam antes de ter filhos. Ao menos por alguns anos.


Isso porque são raros os bebês que dormem a noite toda, especialmente os recém-nascidos, que nao possuem padrões estruturados de sono.


E você irá notar que isso cansa. E muito. Não quero assustá-las. Só estou aqui alertando para que vocês estejam preparadas. A boa notícia é que se o seu bebê fizer parte da minoria e dormir a noite toda (ufa, que sonho), vai ser ótimo e certamente você irá valorizar isso ainda mais.


Há uma realidade não muito agradável em meio a este mar de emoções que é ter um filho. A realidade da mãe que cansa. Que se sente esgotada e com sono.  


O fato é que o estresse psicológico de não dormir mais do que duas horas seguidas vai se acumulando de um jeito que, com o passar do tempo, as mães inevitavelmente se tornam seres estressados e cansados. E isso traz consequências negativas para a saúde das mães e para a saúde das famílias, pois se estiver constantemente cansada, haverá menos disponibilidade para manter-se disposta para os cuidados com o bebê, para dar atenção aos outros filhos, além de  haver uma probabilidade maior de se desorganizar, esquecer tarefas importantes e até mesmo de pequenos detalhes do dia-a-dia.


Segundo pesquisas, a privação do sono está associada a uma grande variedade de alterações fisiológicas.

Ou seja, se estiver sempre cansada e com sono, você vai ter mais dificuldade em aproveitar o dia e poderá sentir sua saúde mental e física prejudicadas.


Mas como conciliar os cuidados do bebê e as poucas horas de sono, mantendo a disposição para as tarefas diárias (sendo profissionais ou domésticas)? 

Bem, esse é o ponto mais importante. Mamãe, permita-se descansar. Reserve algum momento do seu dia e, por favor, durma. Para o bem de todos, inclusive do seu bebê, você merece esse descanso. Parece simples falar, não é mesmo? Como dormir se preciso aproveitar o tempo em que o bebê dorme para fazer outras tarefas? Bem, no início é tudo um pouquinho mais difícil e você pode até nem se sentir no direito de descansar (por incrível que pareça). Por isso é importante contar com alguma ajuda, mesmo que seja por algumas horas. Envolva também o papai, pois mais do que nunca ele precisa participar. Muitas vezes as mamães querem fazer tudo sozinhas e acabam ficando sobrecarregadas. Organizar sua rotina prevendo uma pausa para o seu descanso é o melhor que você pode fazer por você, pelo seu bebê, pela sua família. Acredite, isso é possível. E irá te fazer um bem enorme! 


Por hoje é isso. Nos vemos no próximo post. Bjs. Claudia :)


PS: Cadastre-se para receber conteúdos e novidades!


Fotografia: Claudia Milani